quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O psicopata das organizações Importa impedir que O Psicopata Organizacional destrua pessoas e afunde serviços e instituições


Todos os dias contactamos e convivemos com eles, mas a imagem que temos do indivíduo psicopata está marcadamente desfocada da realidade e assente em "clichés". Nem todos os psicopatas são criminosos violentos, qual Hannibal Lecter! Podem ser encontrados em todo o lado, nos locais de trabalho, nas relações sociais.
A impulsividade, a falta de sensibilidade e de arrependimento do assassino impiedoso estão igualmente presentes mas dissimuladas por ambição e sucesso profissional. Têm um forte "drive" para o poder. Loquazes, bajuladores e manipuladores, facilmente convencem acerca dos seus objectivos e das suas capacidades de chefia.
Desprovidos de ressonância emocional, apenas vibram com a vertigem do seu sucesso, seja na concretização de um projecto megalómano, seja na humilhação de um subordinado. Graças às características da sua personalidade prosperam nas organizações, empresas e serviços onde impera a procura de resultados rápidos por profissionais que tomem decisões sem vacilar.
Recentemente, este fenómeno tem vindo a ser seguido atentamente nos Estados Unidos, onde algumas grandes empresas, após um crescimento e ascensão notáveis, se defrontam agora com sérios problemas de credibilidade financeira e empresarial, motivados por investimentos megalómanos e gestões irracionais e pouco escrupulosas. O motivo do seu descalabro tem sido apontado à contratação ou progressão meteórica de profissionais carismáticos e ambiciosos, sequiosos de protagonismo e poder, grandiloquentes e aduladores, que conquistam a confiança e admiração das administrações pelas suas propostas empolgantes e resultados mobilizadores.
Na opinião de alguns especialistas de psicologia do trabalho, podem até ser positivos para empresa em termos imediatos, mas com certeza perigosos a prazo. Surgindo como estrelas e salvadores, rapidamente abusam da empresa e dos colegas, intimidando os seus superiores, e deixando a organização "em pantanas". "Contam uma bela história, mas são incapazes do trabalho quotidiano."
Outra faceta não menos relevante deste tipo personalidade é o narcisismo que os atinge, fazendo-se rodear de pessoas pouco capacitadas a quem incitam certos comportamentos e que simultaneamente constituem uma nuvem de alianças e de falsa camaradagem que alimentam a falta de auto-estima que caracteriza a "entourage". A estrutura de tipo narcísica do psicopata caracteriza-se pela auto-referência excessiva, grandiosidade, exibicionismo e dependência excessiva da admiração por parte dos outros.
Apenas reconhecem o Outro em função da sua utilidade. Emocionalmente frios, mentirosos compulsivos são peritos na dissimulação e engano. Aparentemente, o que mais lhes importa são os interesses da empresa ou organização, mas os seus únicos objectivos são o poder, o controlo, a dominação e subjugar. Porém, quando isto se detecta, o mal está feito.
Dada a sua incapacidade de sentir culpa e de reconhecer responsabilidade, quando descobertos e desmascarados continuam a mostrar total indiferença. A sua incorrigibilidade impede-os de beneficiarem de advertência ou reeducação, podendo dissimular, mas na primeira oportunidade voltará ao de cima o seu carácter torpe com as falcatruas da praxe.
Estudos recentes mostram que 15% dos executivos falseiam a sua educação e um terço de todos os seus Curriculum vitae contêm mentiras. Para um psicopata a mentira é uma ferramenta de trabalho. Não mente esporadicamente para se salvar de um aperto. Mente naturalmente, como quem respira, olhos nos olhos, e sem aparente motivo. E diz o que se espera para cada circunstância.
O interesse que tem despertado ultimamente a psicopatia deve-se não só às pesquisas sobre as suas bases neurobiológicas, mas também ao enorme potencial de destruição de alguns psicopatas quando têm acesso a determinados instrumentos, sejam científicos, tecnológicos ou organizacionais.
Trata-se do que alguns chamam um distúrbio de personalidade anti-social, com sistemático desrespeito pelas normas e leis. Mas, atenção, não são "doidos". São intelectualmente intactos, sabem exactamente o que estão a fazer, conhecem as regras, e decidem quais as suas próprias regras.
Quem controla e manipula não é necessariamente um psicopata. Estas características existem um pouco em cada um de nós, de forma mais ou menos saudável. É necessária a presença de um quadro completo, presente numa vasta gama de contextos, ao longo do tempo, sendo a sua principal característica a ausência de empatia: não ligam se estão a lidar com pessoas, não ligam aos sentimentos delas, se as fazem sofrer ou prejudicam - ELES NÃO SE IMPORTAM.
Todos somos capazes de adivinhar este tipo de personalidade em múltiplas figuras públicas, desde ditadores do passado a governantes actuais. Se o mundo da pequena e alguma grande política é terreno fértil, o do dirigismo desportivo então… é melhor nem falar!
E nós, serviços de saúde, centros, hospitais, unidades diferenciadas - algumas são verdadeiras empresas - estamos imunes? Não somos ou poderemos ser vítimas destes doentes? Estão os hospitais preparados e alerta para diagnosticar e lidar com esta patologia na organização? Deverão chefiar Serviços? E como tirá-los de lá? Estarão as administrações atentas? E não estarão elas também "infiltradas?
Não pretendendo generalizar, diria que as organizações onde trabalhamos são tão permeáveis como quaisquer outras às incursões destes indivíduos. Com a agravante que os prejuízos causados se repercutem muito para além das suas vítimas directas, tendo implicações indirectas na saúde das populações.
Este artigo não é, nem pretende ser, uma novidade. É um alerta para um comportamento que tem vindo progressivamente a ser identificado como responsável por perturbações graves do funcionamento de múltiplas empresas, instituições e serviços e à qual as instituições de saúde não são imunes. O psicopata organizacional existe e deve ser diagnosticada a sua presença, impedindo que a sua acção nefasta destrua pessoas e afunde serviços e instituições.
E que frequentemente nos interrogamos sobre se os nossos destinos estão nas mãos de gente saudável…lá isso é verdade!
Manuel Costa Seixas
Consultor em Anestesiologia Assistente Graduado do Quadro de Anestesiologia dos HUC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SERRA TALHADA - PE - II FÓRUM DE AÇÕES ARTICULADAS NA EDUCAÇÃO

SERRA TALHADA - PE - II FÓRUM DE AÇÕES ARTICULADAS NA EDUCAÇÃO
Foi realizado com muito sucesso no dia 04 de Novembro o II FÓRUM DE AÇÕES ARTICULADAS NA EDUCAÇÃO DE SERRA TALHADA - “POR UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA DAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS” – LOCAL: AUDITÓRIO DO COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO – ESCOLA NORMAL - REALIZAÇÃO: GOVERNO DE SERRA TALHADA - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – no qual se fez presente na abertura o Prefeito Dr. Carlos Evandro, o Vice-Prefeito Luciano Duque, Secretário de Agricultura Rafael Fernandes, o Secretário de Educação Israel Alves que conduziu junto com sua equipe da SME, todo evento e, os Palestrantes Professor José Nivaldo Monteiro dos Santos (Tema: A Influência Comportamental no Ser Humano e Suas Implicações na Educação), Professora Francisca Raquel Cavalcanti César de Souza (Tema: Interdisciplinaridade no Cotidiano Escolar), Filósofo José Ayrton Monteiro (Tema: Ensino Integral – A nova perspectiva de organização do espaço escolar), Professora Rosaline C. P. Paixão (Tema: Indicadores de Qualidade na Educação Infantil), Professora Herica Karina Cavalcanti de Lima (Tema: Alfabetização e Letramento da Pré – Escola ao 5º Ano do Ensino Fundamental), Professor Diógenes Maclyne (Tema: Avaliações Sistêmicas Educacionais), Professor Wagner Dias Vasconcelos (Tema: A Tecnologia da Informação a Serviço do Educador), Professora Luciana Vieira Demery (Tema: Educação de Jovens e Adultos – Sucessos e Insucessos) e o Professor Paulo Roberto Souza Ramos (Tema: Educação Inclusiva). No evento se fez presente mais de 600 (seiscentos) educadores, tendo iniciado as 09h e sendo concluído as 18h30min.

Professor Nivaldo Monteiro, Prefeito de Serra Talhada Dr. Carlos Evandro, Vice-Prefeito Luciano Duque.

Professores Nivaldo Monteiro e Israel Alves - Secretário de Educação de Serra Talhada

PROFESSOR NIVALDO MONTEIRO E MANOEL GOMES - SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE OROBÓ - PE

PROFESSOR NIVALDO MONTEIRO E MANOEL GOMES - SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO  DE OROBÓ - PE
No dia 05 de Novembro de 2011, estaremos iniciando cursos de Pós-Graduação pela FACULDADE ANCHIETA, nesta cidade com apoio do Sr. Secretário de Educação do Município, Manoel Gomes Barbosa, que estava presente no Encontro do PAR - MEC em Pesqueira - PE e, em breve estarei realizando uma PALESTRA para os PROFESSORES da rede Municipal desta cidade.

CAPACITAÇÃO - Do Lúdico ao Abstrato: Formação de Conceitos Matemáticos - CASINHAS - PE

CAPACITAÇÃO - Do Lúdico ao Abstrato: Formação de Conceitos Matemáticos - CASINHAS - PE
Capacitação para Educadores de Matemática do Ensino Fundamental I e II da Rede Municipal, no dia 24 de novembro de 2011, pelo PROFAE - Programa de Formação e Atualização Educacional.

PALESTRA - DROGAS: UM CAMINHO SEM VOLTA - CRAS - SERRA NEGRA - BEZERROS - PE

PALESTRA - DROGAS: UM CAMINHO SEM VOLTA - CRAS - SERRA NEGRA - BEZERROS - PE
Palestra realizada no dia 29 de novembro de 2011 no CRAS - Serra Negra - Bezerros - PE - com a presença de jovens da comunidade e equipe profissional, Gestora, Assistente Social, Psicóloga, Professores e demais Assistentes.

PALESTRA NO CEMAIC - BEZERROS - PE

PALESTRA NO CEMAIC - BEZERROS - PE
No dia 13 de dezembro de 2011 em - BEZERROS - PE, foram realizadas as PALESTRAS com os TEMAS: SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA e DROGAS NA ADOLESCÊNCIA: UM CAMINHO SEM VOLTA, no – CEMAIC, na qual fizeram-se presentes Professores e alunos do Ensino Fundamental II, num total de 120, aproximadamente.

PALESTRA NA ESCOLA MUNICIPAL NELSON CASTANHA - ENCRUZILHADA - BEZERROS - PE

PALESTRA NA ESCOLA MUNICIPAL NELSON CASTANHA - ENCRUZILHADA - BEZERROS - PE
No dia 14 de dezembro de 2011 em - BEZERROS - PE, foram realizadas as PALESTRAS com os TEMAS: SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA e DROGAS NA ADOLESCÊNCIA: UM CAMINHO SEM VOLTA, na ESCOLA MUNICIPAL NELSON CASTANHA, na qual fizeram-se presentes Professores e alunos do Ensino Fundamental II, num total de 60, aproximadamente.

Reverência ao Destino

Reverência ao Destino
"Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião... Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer. Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias... Difícil é encontrar e refletir sobre os seus próprios erros. Fácil é fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir... Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer a verdade quando for preciso. Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre a mesma... Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado... Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente conhece. Fácil é viver sem ter que se preocupar com o amanhã... Difícil é questionar e tentar melhorar suas atitudes impulsivas e às vezes impetuosas, a cada dia que passa. Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar... Difícil é mentir para o nosso coração. ( ... ) ( Extraído do Livro Ágape - fls. 119/120 )

UM ARTISTA BEZERRENSE QUE É DESTAQUE NACIONAL

UM ARTISTA BEZERRENSE QUE É DESTAQUE NACIONAL
José Roberval de Lima - Artista Plástico (81)91795913 E-mail: jrobeval@hotmail.com

CANTORES BEZERRENSES

CANTORES BEZERRENSES
WALTER LINS - CANTOR / COMPOSITOR - CONTRATE: (081) 9660-2325

CHARLES ALEXANDRE - CANTOR / COMPOSITOR - CONTRATE: (81)9124.5303 - E-mail: charles_alexandre2010@yahoo.com.br

MARCOS MONTEZ - CONTRATE, ligue para: (81)9646.6067 - (81)8825.0643 ou marcosmontez@bol.com.br